20/09/2017

Mangá: Berserk

Oi oi! Não postei segunda como previsto porque foi uma correria na faculdade porque estou fazendo um artigo, o que é sempre uma merda pra fazer... Mas enfim, eu sou fã de Berserk desde sempre então desde que eu criei o blog que eu tenho vontade de falar desse mangá maravilhoso e nunca falo, um amigo meu estava lendo Berserk por indicação minha e pensei "Nossa, bem que eu poderia postar agora!" e aqui estou eu. Antes que me perguntem "Ué, mas tem anime, por que você não posta sobre o anime?" Simples, assim como Pandora Hearts, não vi o anime para não "estragar" o melhor que tenho com a obra, então estou aqui só com o mangá mesmo.

Sinopse + Personagens importantes
Primeiro somos apresentados a Guts, Gatts, Gatsu, enfim... Como queiram chamar. Já de primeira, não gostei dele, o Guts é grosseiro, hostil, insensível, um babaca, maaas, como todos esperam, é fachada. Depois eu parei pra pensar... O Guts não tem nada pra protagonista, não inicialmente. Ele é só um cara que gosta de lutar com sua espada.

O Guts é acompanhado por Puck, um elfo muito fofinho e que causa um alívio cômico pra obra, além de servir de suporte médico. Infelizmente, Guts é muito cuzão e sempre está tratando mal o pobre elfo que insiste em segui-lo, porém a história começa do meio, depois ela volta lá pra quanto o protagonista era menor pra explicar porque ele é assim.

Nessa "volta" pro início da história, eis que surge o bando do falcão, uma gangue de mercenários liderados por um cara de alcunha "Falcão Branco": O Griffith, meu personagem favorito, esse ser humano maravilhoso aí do lado e no início do post. O Griffith é um personagem muito carismático e inteligente, ele sempre sabe como se portar, como agir, como vencer, ele é um homem elegante e "civilizado" no meio daqueles mercenários. O Griffith também é cheio de objetivos é ambições, uma delas é ter um reino para si. Exatamente, ele quer ser rei, mesmo sendo plebeu.

E temos o mulherão da porra que é a Caska, ou Kyasuka, whatever. Essa maravilhosa é vice-líder do bando e é o braço direito do Griffith. Ela faz a obra ficar muito interessante em muitas partes, impressionando com sua força, espírito de liderança e sua personalidade forte. A Kyasuka deve favores enormes ao seu líder, por isso o segue sem hesitar.

Tem muitos personagens importantes que fazem parte da história, mas a maioria é do bando do falcão ou é mostrado depois de muitos volumes de história, não queria aprofundar tanto. Menção honrosa para o Judeau, meu segundo personagem favorito, ele é tipo um "conselheiro" ele é bom em tudo, mas de tudo um pouco, sabe? Ele é a pessoa mais "de boas" do bando.

Estética do traço
Eu quis criar agora esse tópico porque a estética do traço do Miura é perfeita demais para ser ignorada. Sério... Pra provar isso, todas as imagens usadas no post são do mangá e é uma maravilha... No início o traço não me agrada muito, ele é até bom, mas não é tão fluído, sabe? Para massagear seus olhos, porém, o traço se aperfeiçoou muito, ficando mais detalhista, principalmente nas cenas "ícones" da trama.

Não ia falar do anime, mas já que o assunto é arte, temos dois tipos de estilo no anime para comparar. O traço da adaptação antiga, como o nome já diz, é antiga, sabe? Então o uso das cores é muito estranho, não sei explicar... Sabe aquele sangue vermelhão que mais parece tinta guache pra criança? É a animação antiga. Continua não sendo tão ruim, acho que não dá pra fazer nada ruim tendo o Miura -autor da obra- como base, maaas não é uma arte agradável. Eu não ligo pra arte e prefiro uma boa história, mas há pessoas que se importam, não?

Já a nova adaptação... Ah, delícia! A direção de arte e visual fez um ótimo trabalho, ficou maravilhoso. Teve gente que não curtiu o excesso de CG, mas pra mim não foi um defeito crucial, só achei  que chegou uma hora que a arte tava muito travada e não combinou com Berserk. Bom... Na dúvida, leiam o mangá.

Minha opinião geral
Eu sou suspeita pra falar, amo Berserk, mas não tem como não admitir que Berserk faz uma puta crítica à parte mais podre da humanidade, a obra mostra uma visão pessimista do ser humano, com muitos questionamentos filosóficos sobre a maldade humana, até onde a humaninade pode chegar pra conseguir suas ambições? Lendo Berserk fico pensando: A maldade não tem limites. Isso é muito bom e é uma reflexão que só vejo em seinen, por isso amo muito esse gênero, o tema pesado e chocante é a melhor ferramenta para criticar a sociedade.

Os personagens de Berserk não são as figuras mais carismáticas, mas a gente se apega a eles porque o leitor vive as tristezas junto com os personagens, o leitor é "tocado" pelas histórias. Agora vocês perguntam: Por que "tocado" entre aspas? Simples, porque não são histórias tristes, são chocantes, pesadíssimas e que envolvem morte, pobreza, estupro, dinheiro. Então é mais algo tipo "Caralho, ele é filho da puta porque tal coisa traumatizou ele". Por exemplo, isso acontece com o Guts: no início temos aquele cara frio que só quer lutar e desmerecer os outros, chamando-os de inúteis ou fracos, maaas o Guts já viveu tanta merda, foi castigado e já foi traído tão seriamente que isso o amargurou de uma forma muito "entendível".

O mesmo acontece com muitos personagens, principalmente os protagonistas, todos sempre muito chatos, mas sempre vemos lembranças de algum deles que você acaba pensando "Porra, é mesmo, ele está traumatizado, de certa forma". E o mais traumatizado da vez é Guts -e a Caska também, mas de uma outra forma- mesmo que o protagonista se faça de fortão sempre, ele não é de ferro sabe? Ele tem muita fraqueza, longe de serem fraquezas na arte da luta, mas são muitas fraquezas, mesmo. Sem contar seu descontrole.

Enfim, esses três parágrafos de opinião foi só pra mostrar o quanto Berserk é realista em muitos aspectos, principalmente na construção de personagens, eu não achei personagem incoerente ali, pelo contrário, eles se desenvolvem muito, até alguns secundários têm certo desenvolvimento, sabe? Eu gosto disso, gosto o quanto Berserk desenvolve as pessoas assim de modo escancarado, como posso dizer? Exibindo defeitos primeiro pra depois revelar coisas boas, ou vice-versa. Acontece do personagem ser super-carismático e se mostrar um grande filho da puta.

Além dos personagens bem elaborados, da arte maravilhosa e do tema pesado que traz uma profundidade filosófica, Berserk tem uma boa sequência. Não posso me aprofundar muito na sequência porque vai ser spoiler, mas o que posso dizer que até mesmo o que parece episódico tem um bom desenvolvimento e tem uma sequência transitória, os arcos não são tão certinhos assim, não simplesmente termina pra acabar o outro, entende? O arco acaba a medida que o outro arco vai começando, é um bom ritmo, o que às vezes torna frenético. Isso é um defeito pra algumas pessoas, mas pra mim é ótimo!

Eu poderia ficar falando mais e me estender sobre os questionamentos filosóficos -que realmente merecem mais destaque-, mas eu tenho medo de dar spoiler ao explicar, então vou ficando por aqui,  desculpem os erros de digitação, dessa vez tentei fazer todo o post no celular, então o corretor pode ter colocado uma palavra fora do contexto, sabe? Adoro vocês, até a próxima semana, pessoas!

4 comentários:

  1. Nossa. Primeiro, estou apaixonada pelo layout do seu blog, sério, tudo tão perfeito. Segundo, você acabou de instigar a minha curiosidade, eu vou ter que ir atrás desse mangá. Não sou muito fã de mangás e animes, confesso que assisti muito pouco e todos eram de romance, mas nasceu uma vontade de descobrir um pouco mais sobre esse gênero de crítica. Sua escrita é tão boa de ler, ah, estou apaixonada por tudo! Aguardo novas postagens. Beijos.
    https://universoo-paraleloo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, o layout é uma das coisas que mais dá trabalho nesse blog, é difícil fazer e é difícil manter dependendo do lay <3
      Esse mangá é muito bom, não sei se será pra você porque você não é acostumada a esse tipo de mangá e tals, maaas se quiser um ainda melhor e com crítica, tem o FullMetal Alchemist, muito clamado por todos

      Excluir
  2. Oi, aqui é a Charlotte do Pentacle Mansion que invadiu a conta da Itami pra avisar que a tarefa 2 do projeto foi adiantada. O prazo original era dia dia 30/10, mas adiamos pro dia 28/10 por questões de organização interna. Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, obrigada por avisar

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!