Prince of Stride - Madhouse diwando

05/01/2016 || || ||
Olá people do meu kokoro! Reconheceu a saudação? É da Eli-chan, saudades dela. O post saiu muito adiantado, eu sei, estava tão ansiosa pra ver o trabalho da MadHouse que eu vi em japa mesmo -e sim, eu sei japa, como vocês acham que joguei Dialovers?-. Nessa temporada vou acompanhar outros animes também, esse é só o primeiro, talvez eu até poste os outros por aqui, mas só se der tempo, sabem como é né? Aqui a correria tá grande -e põe grande nisso- já que começou a faculdade e sim, já começou desde ontem, estou chorando aqui véi.

Sinceramente? Comecei a ver esse anime só porque era da Madhouse. É um anime baseado em um Otome Game e eu tenho um puta trauma quando o anime é baseado em jogo -porque sai péssimas adaptações- mas aí pensei: "Mas é Madhouse, né?" sou xonada pela Madhouse -Hunter x Hunter, pra sempre te esperarei-, pra mim só perde pra Bones porque né? Enfim... Fui assistir. Se eu estava certa em dar um ponto a mais pro anime só pela produção? CLARO!

Com esse primeiro episódio nem posso dizer tanta coisa, até porque o primeiro episódio costuma ser pra chamar a atenção mesmo, pra mim deu certo, mas vamos ver o resto pra ver se continua assim, né? Mas eu achei que teve uma forte influência de Free, não só pelo fato de os personagens tentarem reabrir o clube de Stride -que é tipo um esporte de corrida nas cidades-, mas até mesmo na estética do anime, até a abertura é digna de Free. E estou falando dos personagens também, principalmente esses dois:
E shippo esses dois na mesma proporção que shippo ReiNagi
O que dizer? Não é um puta anime foda, não esperem tanto assim, mas é um bom anime pra rir e se divertir um pouco, e até pra se entreter, pois tem umas cenas com draminhas bons até e uma aventura básica, mas o foco mesmo é o Slice of Life, o esporte em si e a comédia.

Meu personagem favorito sem dúvida foi o Takeru -esse primeiro da imagem acima-, ele consegue ser frio e engraçada ao mesmo tempo -com aquela manias estranhas de agachar e apalpar a perna do pessoal, comassim?- e depois o Riku, claro, pra completar o meu shipp. E nossa, já que estamos falando de personagens, o Armin brotou ali, comassim cara? Olhem isso, vão dizer que ela não é o Armin?

Sabe o mais legal? A protagonista não é sem sal! Na verdade apenas sabemos que ela é protagonista porque ela foi a primeira mostrada no episódio, mas todos são mostrados de igual para igual, não tendo essa história de importância e tals -ou talvez até tenha no desenvolver dos episódios, mas nesse primeiro, não vi nada-.

Ao que interessa, não sei se vou continuar acompanhando porque também depende do meu tempo. Não é um anime que eu espero 100%, mas não é ruim, esse início até me agradou. Porém, por ser muito de comédia e talvez -só um talvez, não ficou subentendido- tenha um pseudo-romance e um harém inverso, vou deixá-lo como uma opção para ver quando eu não tiver nada a fazer. Mas se você não for atarefado como eu, por que não assistir?

Enfim, fico por aqui pra não me aprofundar demais, então adios pessoas! 

10 comentários:

  1. Yo Hari!

    E é só tu que tem trauma com essas adaptações de Otome Game? Olha outra aqui com esse mesmo trauma comentando esse post agora!

    Eu assisti alguns animes da MadHouse, assim, no geral eu não noto o nome do estúdio que faz, só se eu chegar a fazer as primeiras impressões né.

    Eu nunca assisti Free, mas eu sei como é que funciona o negócio.

    O que que o Armin tá fazendo fora de SNK hein? kkk.

    Bem, como pra esses animes assim estou hesitando bastante antes de assistir, eu vou te perguntar uma coisinha-cê tá achando que o anime vale a pena dar uma chance?

    Ah, mais uma coisa, obrigada pela crítica da fic lá no blog viu! Amo ler críticas (construtivas, lógico) sobre o que eu faço! Bem, dessa vez passa porque é a primeira One-Shot do ano, mas na próxima vou minimizar os erros,OU pelo menos tentar,kkk.

    http://docetesrevolts.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é! Lindamente não sei como os produtores fazem pra estragar as histórias, sério, é um horror atrás de horror!
      Ah sim, você começa a ligar mais pra estúdios depois que cresce mais um pouco e adquire essa maturidade, não estou dizendo que és imatura, só estou dizendo que antes eu também não via muita diferença nas produções.
      Não chega a ter fanservice que nem Free, mas a estética como um todo me lembrou muito.
      Armin cansou de caçar titãs e agora vai correr em competições -q
      Olha... Não sei se vale a pena uma chance, mas eu tenho certeza absoluta que não vai rolar nenhum pega entre a protagonista e os meninos, mas por outro lado tempos uma protagonista que não é sem sal e isso é um ponto forte. Maaaas se for para ver mesmo, recomendo que veja sem compromissos, mesmo sendo da MadhHouse, esse anime não me parece bom o suficiente.
      Por nada, fico feliz que não tenha ficado chateada ou mesmo com raiva, estava com um pé atrás de comentar por causa disso, mas eu não podia pegar leve e decidi fazer jus ao que eu sou: Uma chata que critica tudo!

      Excluir
  2. eu estava esperando desde do ano passado então estou indo ver em inglês mesmo... sei que não é isso tudo mas se dá pra rir e ouvir Junichi suwabe estou indo ver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem sabia que tinha Otome Game dessa bagaça na verdade, mas depois de ver a temporada de janeiro desse ano fui dar uma pesquisada e vi umas gameplays, mas não joguei, é a vida -q

      Excluir
  3. Obrigada pela dica, estou louca atrás de animes novos para assistir nesse restinho de férias XDD Nossa, suas aulas já voltaram?? Nem sei quando voltam as aulas lá na facul xDD Gostei da indicação, talvez eu assista quando sair legenda em inglês ou até português hehe, acho que quando se fala de Mad House já podemos esperar pelo menos uma animação agradável aos olhos, mesmo que o anime não seja muito bom..

    Com carinho, Thia ~

    Meu blog: http://thiafireflynebula.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada, ele está em lançamento, mas acho que dá pra você ver ele sim u.u
      Sim, já voltaram porque na facul é hardcore -não, mentira, eu que fiz umas matérias nas férias de propósito-. Acho que já saiu em português, vai lá dar uma olhada! Madhouse é Madhouse, não brinca em serviço, esse estúdio é muito bom <3

      Excluir
  4. Oooooh parece interessante acho que vou ver assim que puder *o* (até porque disseste que tem influências de Free e Free is love Free is life) ^^

    Unicorns & Chill
    União dos/as Blogueiros/as Geeks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Free é um anime muito bom, mas acho que só pela zuêra mesmo e pelo fato de ter aqueles gatões <3

      Excluir
  5. Eu acabei de assistir o primeiro episódio e pensei: Vou shippar Takeru x Riku na verdade, acho que já estava shippando desde a opening. Eu não esperava gostar muito desse anime, mas acabei gostando bastante, da protagonista também *-* apesar de que eu provavelmente vou shippar mais yaoi do que shoujo -qq
    Quando vi o loirinho pensei a mesma coisa "É você Armin??" hahaha Por enquanto o anime me agradou~ pretendo continuar acompanhando ♥
    Kissus~
    Yuurei Neko

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EITA! OPENING? Mds, eu só shippei depois que os dois apareceram juntos pela primeira vez, mas ainda foi muito cedo, pelo menos eu acho shuashau
      Não costumo esperar de animes baseados em jogos também, não faz meu tipo e sempre dão um jeito de estragar, mas diria que está na médias das minhas espectativas por ser MadHouse, né? Também vou shippar mais yaoi que shoujo -q
      Também pretendo acompanhar, mas nem sei se vou conseguir cumprir a isso shuashua

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!