Emo: O gênero que todos julgam sem saber nada

06/04/2015 || || ||
Yo minna! Aqui está a Hari em um tapete vermelho! Estou aqui pra fazer um post polêmico, mas antes peço duas coisinhas muito simples e que muitas pessoas não sabem fazer quando se trata de um tema assim: Não julguem as pessoas e respeito acima de tudo. Então peço que não me julgue, independente da opinião que eu expor aqui, também peço que, se você tiver uma opinião diferente ou simplesmente não gostar do estilo, argumente e não xingue ninguém, tenha respeito. Agora sim, começo minha postagem... 


Pra quem aqui ainda não notou, longe do universo de blogs, sou uma pessoa bastante fechada e anti-social. Longe de ser tímida, na verdade eu apenas não quero me apegar às pessoas. E pra quem tem um conhecimento "prévio" do estilo Emo, sabem que geralmente é assim que uma pessoa emo se comporta. E não, eu não sou e nunca fui emo, querem saber porque? Então vamos lá que eu explico... 

Sem me estender demais, emo é emocional, ao pé da letra, ou seja, é uma pessoa emotiva que ouve um determinado tipo de música, o emotional hardcore. Não explicarei como surgiu e essas coisas, isso a gente encontra em qualquer site por aí... Enfim, é só um estilo como todos os outros, por que esse preconceito? Vão dizer que a música nunca influenciou vocês? O que quero dizer é que a música diz muito sobre sua personalidade, por exemplo, gosto de um rock mais agressivo e minha personalidade condiz com isso porque sou revoltada, sou rebelde. Alguém que escuta reggae geralmente é mais tranquilo, pacífico... Não estou generalizando, mas costuma ser assim, pense no gênero musical que você mais gosta, certamente ele combina muito com sua personalidade, certo? 

Com base nisso, a pessoa que é emo é apenas alguém triste -por motivos variados- que procura nas músicas algo que ela possa se identificar, faz sentido, não? Todos fazemos isso, costumamos colocar aquela música que tem mais a ver com nosso dia. Qual o problema nisso? Emos são pessoas como eu e você, não merecem ser julgados apenas por terem a personalidade diferente da sua! Te pergunto: Você está definindo sua opção sexual por ouvir um determinado tipo de música? Não entendo por que as pessoas tacham tudo de ser "gay" ou "hétero"...

Ah ta! Saquei, eles são gays porque usam maquiagem. Errado de novo, nem todo emo usa maquiagem. Nem todo emo gosta de rosa. Mesmo que fizessem isso, o que define opção sexual mesmo? Ah é! A atração que se sente por um determinado sexo. Tenho quase certeza que você nunca viu um emo beijando um homem ou mesmo jogando olhares para um homem. Por que sei disso com essa clareza? Simples, emos não estão atrás de um amor, eles não querem sofrer mais ainda -o motivo da maioria de serem tristes se dá a um trauma amoroso-. Quando uma pessoa não está atrás de um amor, é óbvio que, mesmo que se apaixone, vai evitar falar com essa pessoa, para não se envolver. Por isso que, frequentemente, vê-se emos rejeitando mulheres. E agora? Tem algum motivo para eles serem gays? Não. Que preconceito idiota é esse?

Sobre preconceito acho que já esclareci muita coisa... Revelando um pouco mais do meu passado, eu era gótica, muitas vezes confundida com screamo ou emo mesmo -calma, eu vou explicar os termos-, mas eu era claramente gótica. Claro, nessa mesma época, muita gente veio com modinha emo e essas coisas, frases como "eu sou emo" foram escutadas por mim várias vezes, foram muitas as vezes que vi cicatrizes de cortes nos pulsos porque a própria pessoa mostrou pra mim de propósito. Eu já tive inúmeros amigos assim, mas eu já tive muitos amigos que são emos de verdade.

"Emo de verdade?" Você não sabia? Essas pessoas que dizem ser emo e que dizem ter orgulho disso, na verdade não são verdadeiros emos, é só observar, do nada, a pessoa já é emo? Ou então, do nada a pessoa já deixou de ser emo? Do nada você muda sua personalidade? Acho que não. E outra, a pessoa pode ter um estereótipo característico de um emo, mas não é por isso que ela é, ser emo não é vestir as roupas características e sim, ter certa personalidade característica, o estilo apenas acompanha. Uma coisa que aprendi convivendo com emos é que todo emo diz que não é emo, a não ser que ele seja seu amigo íntimo. Ele não vai dizer a você que é emo assim, do nada, nem te mostrar provas que comprovem que ele é emo, eles sentem vergonha disso. 

Se imagine, Otaku que és, em um mundo que mais de 80% da população não tem o mínimo conhecimento disso e ainda por cima, são preconceituosos com o teu estilo, xingam o tipo de música que tu escutas sem nenhum remorso e até deixam de falar contigo só porque tu és Otaku. Como se não bastasse, outros 12% da população são pessoas completamente posers do assunto. É mais ou menos isso que emos sentem, duro, não? Com certeza, é duro, agora imagina o quão duro é para uma pessoa que já tem uma vida péssima e que já é triste por natureza. É muito pior. E mais, como emos não se manifestam tanto, a dificuldade de encontrar algum é tipo... Gzuiz... Vocês entenderam, certo? Antes de dizerem que nós também passamos por isso, está errado, atualmente, mais de 42% da população conhece anime, então a dificuldade em achar emos verdadeiros é bem maior.

"Emos se cortam, acho isso idiota e não gosto de emo". Cabamba, você tem problemas, sério. Acabei de insinuar que todo o estereótipo de emo é relativo de cada um, mas agora eu falo com clareza, tudo isso que vocês conhecem de emo, deixar o cabelo grande e volumoso, ser gay, vestir preto, usar maquiagem, enfim... Tudo isso que vocês conhecem vários emos não seguem, já conheci um emo que não tinha nenhuma dessas características, mas era emo por ser depressivo e ouvir aquele estilo de música que geral conhece. Então repito de novo, nem todo emo se corta. E pensa comigo, você tem um puta amigão que tá lá com você há anos, se ele começar a se cortar e dizer isso pra você, você vai se afastar dele? Ele deixa de ser legal por isso? Não, você vai apoiar seu amigo, certo?

O objetivo desse post é apenas abrir a mente de vocês, não só para as pessoas que seguem o estilo emo, mas para todos os estilos, usei o emo de exemplo porque não tem ninguém que fale por eles, já que eles mesmos sentem vergonha. Então o conselho da tia é o seguinte: Não julguem ninguém, sejam mais mente aberta e ajudem as outras pessoas, se ela está triste, ela precisa de apoio.

Enfim, amo vocês, estava preparando esse big-post e aqui está! 

8 comentários:

  1. Na verdade nao curto muito estereótipos De nenhum tipo, ate mesmo otaku, me digo otaku quando estou aqui no blog ou entre amigos e isso pra mim eh so diverção e não uma forma de distinção... pra mim , na minha humilde opinião, esteriótipos geram distinções, que geram generalizações que por sua vez geram preconceito q no ranking das coisas q eu odeio esta em segundo lugar perdendo apenas pra hipocresia. O pior é q ultimamente tds sao separados em grupos, otakus, rockeiros, fandons, beliebers, funqueiros e etc... o tipo de coisa q vc gosta nao te define pois gostos se modificam com o tempo e o Ser humano é indefinivel ...
    E sobre o "emos" , sou dos q nunca julgou , mas na minha cabeça sao pessoas que se acostumaram a sofrer e acabam sentindo prazer nisso sem alcançar a felicidade msm q ela esteja bem na sua frente e , como dizia Gandhi , nao existe caminho pra felicidade , a felicidade é o caminho...
    Tinha uma amiga emo e depois de um tempo ela chegou a procurar tratamento psicológico por estar com depressão, hj é uma das pessoas mais alegres q conheço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você faz bem, também não me ligo por estereótipos, como seres humanos, estereotipamos tudo, até mesmo eu, até mesmo você, porém não vejo isso como algo ruim, contando que eu não demonstre e não deixe de falar com as pessoas por causa disso, então me privo muito e tento não gerar preconceito para mim ou para qualquer pessoa.
      Você falou bonito, em resumo, foi isso que eu quis dizer, claro, você tem pequenas divergências comigo, mas nada tão relevante, gostei de ler seu comentário e que bom que o mundo tem pessoas como você que não julga as outras

      Excluir
  2. linda tenho uma tag para ti xD
    http://aishiteruemcontos.blogspot.pt/2015/04/tag-100-perguntas-sobre-anime.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, eu já preparei e deixei ela pronta, porém nunca publiquei

      Excluir
  3. Olá!
    Dez anos atrás, emo era praticamente um xingamento. Hoje em dia, a galera não leva mais tão a sério... Pelo menos, não onde vivo. Creio que alguém pode mudar sim de estilo e parcialmente sua personalidade (parcialmente, pelo amor de Deus... Se trocar totalmente, tem algo errado) e acabar se desencaixando do que muitos consideram emo, mas só ela sabe como se definir.
    Acho que já passou da época em que as pessoas deviam parar de rotular umas as outras como sendo isso ou aquilo em razão das roupas ou músicas que ouvem...
    Sobre emo se cortar... É óbvio, claro, evidente que isso não é um comportamento saudável e não deve ser louvado, mas, se alguém faz isso, tem seus motivos e fraquezas e não deve ser obrigado a sofrer ainda mais com os pensamentos adoecidos de outro ser humano.
    Enfim, muito legal seu post. Se ainda existe alguém em pleno 2015 que julga alguém por ser ou parecer emo, seu post deve ajudar a enxergar melhor.
    Abraços~

    Nankin Dust

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh sim, nem precisa de tanto tempo assim, basta voltar uns cinco anos para ver que emo era quase xingamento. E também concordo com a segunda afirmação, ninguém mais leva à sério. Acredito sim que alguém possa mudar totalmente a personalidade, mas como eu disse no post, não de repente, do nada, mudar a personalidade leva tempo, e põe tempo nisso...
      Sim e infelizmente muita gente ainda rotula como se a espécie humana fosse classificada em caixinhas, como detesto isso... E o pior, ainda classifica errado! Isso me dá nos nervos, sério
      De resto, concordo com tudo o que você falou aí, se alguma pessoa se corta, se suicida, oi faz algo parecido não é algo saudável, não é para ser apoiado, mas também não é para ser xingado, chamado de trouxa ou retardado, a pessoa tem as suas fraquezas e cada um tem as fraquezas diferentes e cada um reage diferentemente para sua determinada fraqueza

      Excluir
  4. Então, antes de tudo vim pedir troca de seguidor e parceria, amei seu blog.... <3 Estou no começo de blog ainda, mas já tive outro, eu apenas o larguei e.e http://my-book-on.blogspot.com.br/

    Bom, é verdade que isso acontece com muitos emos, é um puro preconceito. Na minha escola, tem uma menina que é emo e ela levava uma siringa para escola, só isso uma vez e.e, aí ela colocava a siringa na perna dela e tirava sangue.... Os namorados dela, são de um estilo bem escroto mesmo, o menino que ela namorou já lambeu o sangue da perna kk, eca kk... Eu não sei muito, porque não converso quase com ela, aliás, não converso com quase ninguém, sou anti-social e se as pessoas quem quiser que venha conversar comigo.... Deve ser ruim ser emo, sei lá... Não sei como é ser estilo gótica também, mas deve ser bastante complicado. O fato é que cada um tem seu problema e todos devemos respeitar. Já tive problemas com timidez e ainda tenho isso, virou uma coisa normal, eu sou muito séria, quase não falo com ninguém, muito menos com os meus primos e sou só um pouquinho tímida lá no fundo. Eu sou tipo assim, um dia a professora estava fazendo chamada e aí falou 13, eu falei presente, daí o professor que estava do lado da professora, falou que 13 era o número dele, porque todo lugar que ele vai dá no número 13, há, há.... Mas aí eu não estava aprestando atenção e a professora teve que me chamar umas 3 vezes, aí a professora explicou e eu continuei no meu modo sério on e falei: ahá, há, tipo: num jeito bem sério e a professora comentou que nunca viu uma pessoa tão séria quanto eu. Em casa, eu sou completamente diferente, mas com avós, tios, tias, família que eu não convivo todo dia, o meu jeito não muda... Eu não me incomodo com esse tipo de coisa, mas as pessoas se incomodam e parece que eu tenho que me incomodar também, é como cuidar da higiene, se você tiver fedido ninguém vai querer ficar perto kk
    Eu gosto dessas postagens, mas parece que mesmo assim, algumas pessoas lendo não ajuda. Algumas pessoas realmente parece que nunca vai se dar ao respeito em primeiro lugar e quanto dirá ter respeito pelos outros. :/ Mas as pessoas tentam né? Quem sabe algumas ouçam.

    kiss

    ♥ My book

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi oi, que bom que chegou à blogosfera de novo, seguirei seu blog, porém não posso aceitar parcerias agora pois estou sem tempo para comentar nos blogs ultimamente, quando eu chegar nas férias, te procuro e assim fazemos uma parceria decente!

      Meu Gzuis, eu participava de uma roda de amigos que tinha emos, punks e góticos, dentre eles tinha um casal que fazia uma coisa parecida com essa sua colega de escola, a diferença era que ele cortava a menina pra isso. Ah, sobre góticos eu manjo, assustam as pessoas, se apegam à símbolos da morte, usam termos arcaicos, leem, leem muito mesmo, pelo menos eu e meus amigos éramos assim, não sei o resto -q
      Mds, você é séria assim? Bom, sempre tive um certo senso de humor, mas ele mudou com o tempo, eu era bem irônica, irônica mesmo, do tipo de brincar com a tristeza alheia, também ninguém nunca quis se vingar de mim, já que eu era muito mais branca que atualmente e eu parecia um cadáver, sei lá -qq
      Que bom que você gosta, é raro ver elas por aqui, mas tento fazer quando estou de saco cheio de uma determinada coisa, neste caso foi dessas pessoas que ficam tachando emos, quem sabe eu faça outro desses por aí?
      Realmente, não se pode mudar uma sociedade já mudada, mas faço pelos poucos que mudam, sabe? Obrigada e beijos.
      Não vou esquecer da parceria viu?

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!