Manual do Rih: Como se dar mal na vida

25/09/2014 || || ||
Yo yo kawaiis! A Miyuki é sempre tão fofa, pena que não vi o anime. Eu não sei que horas são aí, estou confuso e não sei exatamente a que horas devo postar. Eu apenas me lembrei que eu conversava com uma amiga que sempre me dizia às horas e sempre quando aqui era noite, aí é de madrugada, então estou postando à tarde, na esperança que aí seja noite -o quê? Nem eu entendi essa explicação sem-nexo-, mas enfim... Não terminei Tokyo Ghoul, estou com muito medo de levar um spoiler, não tenho tempo de ver -o tempo que eu tinha, usei pra fazer esse post-

  • Primeira maneira: Ir para os Estados Unidos
Como vocês sabem ou não, sempre odiei os Estados Unidos e tive que vim parar aqui por motivos familiares, nunca tive grandes "porquês" para odiar, apenas odiava. Agora eu realmente tenho minhas razões, aqui é um lugar muito superficial, ele aparenta ser maravilhoso, mas é apenas o lugar em si. As pessoas não são as melhores do mundo, são rudes e preconceituosas, até mesmo aquelas que são gentis e eu sou a pessoa mais propícia a receber um tratamento "diferente", sou muito branco, desastrado, baixinho e de longe sou confundido com uma menina -pelo menos aqui, no Brasil não era tanto- Não vou dizer que são todas, algumas não são preconceituosas com meu estereótipo, mas não adianta, sempre tem algo que faço ou falo que todos olham pra mim com cara de "mas que menino esquisito é esse?". Podem falar pra eu não ligar para o que as pessoas dizem, mas simplesmente não consigo, é algo de mim, eu me importo...

  • Segunda maneira: Ser disléxico 
Acho que vocês já sabem que o Rih-kun aqui tem dislexia. É difícil fazer quase qualquer coisa, pois sempre fazemos algo que envolve palavras, como agora que estou escrevendo isso. Acho que essa minha dislexia explica o motivo de eu postar pouco aqui, tenho que ter, no mínimo, seis horas livre. Isso porque também é complicado escrever -muito menos complicado que ler, mas também é difícil-, isso é porque eu não reviso o texto, imagine se eu revisasse? Não é preguiça não, eu apenas vou gastar mais tempo ainda. Essa complicação acontece todos os dias, a todo momento e não só na internet.
Só pra relembrar, sou ator, isso porque sei me expressar e passar qualquer sentimento para outra pessoa apenas pela entonação da voz e movimento do corpo e não porque sei decorar textos perfeitamente. Costumamos ler muitos textos e decorá-los, isso é complicado pra mim, porque a dislexia não é só "não ler direito", a dislexia também influi na memória, legal né? Se eu disser tudo o que acontecem comigo por ter dislexia, vou escrever um livro aqui.

  • Terceira maneira: Completar a maioridade
"Como assim? O Rih não é maior de idade" Sou sim, tenho dezessete anos e aqui as pessoas são adultas aos dezesseis, então sim, sou maior de idade. E o legal é que ainda tento, aos poucos ser mais maduro com minhas decisões, mas eu não tenho essa habilidade de escolha, não sei escolher entre duas coisas e dizer qual devo fazer. Em uma situação assim a primeira coisa que faço é chamar o Lucas, ele me provou ser muito adulto do que pensei e está me ajudando muito. Ele está, aos poucos, me ensinando como ser adulto e me ajudando a andar em linha reta.

Kissus de Uva Alicant Bouchet >.<' -o vinho dessa uva é muito bom, sério-

14 comentários:

  1. Fala Rih... Blz?
    KKkk, cara eu não gosto muito dos EUA também, sei lá o porque disso, não sei direito, simplesmente não gosto. E outra coisa que contribui com isso é o inglês kkkk. Não se preocupe com isso Rih, nós, os seus leitores te avisamos se alguma coisa não estiver correta no texto, mas seus textos são ótimos.
    KKkk, muitos falam que a maioria dos homem amadurece aos 30 anos cara, ou seja, temos muito tempo para fazer burradas ate lá kkkkkkkkkkkk.
    Obs:: Não fazia a menor ideia de que você morava nos Estados Unidos..
    Abraço || EO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo yoo Diego, você é do meu mesmo jeito antes, também não gostava dos EUA por algum motivo desconhecido pra mim, mas o inglês até que não é tão ruim, eu sei me virar, mas algumas palavras são estranhas e pergunto pro Lucas o que significa kkkkkk Obrigado Diego, fico feliz em saber que mesmo disléxico, meus textos são bons...
      Trinta? Nossa cara, o Lucas seria um super-dotado? Eu sempre tive um pensamente tão infantil TT^TT
      P.S.: Eu vim pra cá não faz muito tempo...

      Excluir
  2. Yooo beleza!?
    Bom eu não odeio os E.U.A porém também nunca apresentei interesse neles, apenas para realizar meu sonhos de consumo. Nunca fui para os Estados Unidos mas sempre tive a sensação de serem um povo meio frio, sei lá meio fechados, como se eles fossem os certos e os outros povos completamente errados '-'
    Bom tamo junto nessa vida de baixinhos e desastrados, eu também sou bem baixinha (todos acham que eu tenho uns 14 anos, porém eu tenho 18 ANOS! Ç.Ç isso quando não pensam que eu tenho menos '-'), sem contar que também sou super desastrada, tanto que já quebrei 4 ventiladores aqui em casa -_-'''
    Bem eu não sabia que você sofria de dislexia, aliás ultimamente tenho conhecido bastante pessoas disléxicas, até mesmo parti para internet procurar informações sobre isso (gosto de ler sobre assuntos relacionados com biologia ^^ ).
    Eu também sou maior de idade, porém só nos números porque mentalmente..........devo ter uns 13 anos!? E assim como você também possuo o mesmo problema com decisões, sempre fico pensando ''E se!?'' e aí eu acabo sempre empacando e não indo para frente ¬¬''. Mas ultimamente tenho melhorado esse meu lado indeciso.
    Enfim, espero que se adapte aos Estados Unidos e que ocorra tudo certo na carreira de ator :3 #Partiu Hollywood /oooooooo
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre odiei eles, o que você falou é verdade, eles são frios, não ligam para as outras pessoas, aqui é cada um por si, todos querem provar que são melhores que outros, provar que estão certos...
      Achei que fosse o único! Tenho uma altura de uma criança de doze -é mais provável a criança de doze ser mais alta-, sou muito desastrado, quebro qualquer coisa pela frente, quando estou nervoso derrubo tudo que toque em mim, tropeço em público e essas coisas embaraçosas -_-'
      Sim, eu sofro de dislexia, o pior é que isso não tem cura e vou ter que viver nessa vida pra sempre. É interessante você pesquisar sobre isso, você deve ter visto várias coisas que a dislexia provoca, não fique achando que os sites estão errados, realmente não conseguimos fazer muita coisa. ><
      Isso é complicado, não sei de um jeito para que eu possa decidir e muito menos decidir corretamente, eu sempre fico em cima do muro e entro em pânico... Eu espero melhorar isso também, creio eu que o Lucas não vai morar comigo o resto da vida...
      Também espero este dia que eu me adapto à vida aqui, acho que minha carreira de ator vai dar certo porque, modéstia parte, sou bom nisso. Mas não acredito que eu possa ir para Hollywood, no teatro é normal improvisar um texto, mas no cinema não se pode fazer isso, ou seja, vou ter que memorizar exatamente cada palavra do meu texto, isso é quase impossível pra mim >/////<

      Excluir
  3. Ah, sério Richard que você não gosta dai? Tipo, eu também não vejo nada de mais no Estados Unidos, mas também não chego a odiar, por mim eu ia pra qualquer lugar no mundo sem problemas, sério, até pra Síria kkkk parei, Síria não.
    Eu também não reviso meu texto, mas no meu caso não é dislexia, é preguiça mesmo kkk.
    E sobre os dezesseis anos, já sabia que as pessoas podem fazer várias coisas ai com 16, até dirigir se não me engano, mas sei, ser de maior não é tão ruim assim.
    Bye bye // http://queen-ofsilence.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto e nem um pouco, odeio tudo daqui, queria poder voltar pro Brasil onde as pessoas são tratadas como pessoas! Eu não, eu apenas queria ir para o Japão e para a Itália, os outros países não me interessam. >/////<
      Preguiçosa desu ~~~~~~ Quem dera uma preguiça assim e3e
      Eu acho ruim, muito ruim, várias coisas pra fazer, pagar, decidir, isso tudo não é pra mim agora, eu ainda não tenho maturidade pra isso

      Excluir
  4. Seguindo >.< KKK' Morri com o Post >.< ~~

    - www.garotasakura.blogspot.com.br >.<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seguir, ohhhh não morra ><

      Excluir
  5. Heey!
    Acho que essa é a primeira vez que comento em um post seu, mas enfim... Eu também não vejo nada demais com os Estados Unidos, a não ser o preço, as coisas por ai são muito mais baratas do que no Brasil, mas tirando isso, não tem mais nada de mais.
    Não sei porque, mas te imaginei como um personagem de anime, daqueles baixinhos, desastrados e fofos shausha' <3 Eu decoro textos com muita facilidade, mas não sei atuar lol
    Bem, boa sorte nos Estados Unidos. Até mais ;3
    Zona Neutra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... Obrigado né, é a primeira vez que te vejo por aqui, deve ser porque você nunca tinha comentado em um post meu antes... Realmente, as coisas aqui são baratas, mas isso não me atinge muito, eu nunca reclamei de preços caros no Brasil. Também não sei o porque que todos falam algo parecido com isso, é embaraçoso porque eu levo como um elogio e fico mudo quando recebo um elogio, sério... Eu não consigo pronunciar nada, as pessoas acham que sou esnobe ou coisas assim kkkkk Então podemos dizer que você me completaria, eu queria saber decorar texto. DÊ-ME. SEU. TALENTO Ò.Ó Obrigado >/////< Vou precisar de sorte *o*

      Excluir
  6. Cara eu te compreendo, eu também moro em um pais no qual não gosto, onde as pessoas são superficial que só fingem ser santas mas só sabem criticar, eu já passei por preconceito, já foi chamada de puta só por ser brasileira.
    Assim como você tenho dislexia, e sei como é difícil, eu demorei tempos para me acostumar com isso e para entender que eu não era burra, e que não tinha que sentir vergonha, que não verdade eu tinha um problema.

    Com carinho, Hina || Aishiteru em Contos ||

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, você não sabe o quanto é legal saber que existem pessoas que me entendem, que sabem sobre mim, sabem o que passo. Que bom que, de puta, não posso ser xingado porque sou homem, mas me xingam muito por eu ser brasileiro, coisas do tipo "inútil" e "burro"
      Aí, há muitas pessoas que querem ter dislexia para serem semideusas, isso é besteira, isso é horrível, eu também achava que era porque eu era idiota e não sabia nada, isso até minha família me levar no psicólogo, foi lá que descobri minha dislexia e meu TDAH, ele me ajudou muito

      Excluir
  7. Uma pena você estar passando por isso D: Acho difícil esse lance de não ligar pro que os outros dizem. Muitas pessoas dizem que não se importam, mas não acredito muito.
    Não tenho dislexia, mas já estudei muito sobre o assunto (já pensei em ser psicóloga educacional, etc.) e, apesar de não viver, consigo entender sua dor, mesmo que de uma forma limitada... Que bom que a dislexia não te impediu de fazer um blog interessante como esse.
    Espero que se adapte ou consiga se mandar logo daí! Bye-bye~

    Nankin Dust

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena mesmo, eu queria poder acabar com tudo ou simplesmente nascer de novo. Também acho complicado, eu acredito que existem sim pessoas que não se importam, mas não sou uma delas.
      Você estudou? É legal conhecer alguém que não é disléxico, mas que sabe do assunto, as outras pessoas costumam dizer que é frescura minha, mas não é.
      Não vou conseguir "me mandar" daqui tão cedo, mas espero me adaptar, porque está ruim kkkk

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!