Umas coisas que odeio na vida

21/12/2015 || || ||
Yo kawaiis! Sou eu! O Rih-kun de novo! Faz tanto tempo que não posto aqui que esqueci de como edita as imagens de início do DdO, mas tudo bem, a Shanii me lembrou. Sumi por dois motivos: A Hari tava querendo que ninguém postasse e porque estava muito ocupado com as coisas do teatro, pegar papel principal é uma das coisas mais difíceis do meu trabalho. É mais um post de desabafo porque não fui ao psicólogo esse mês -por causa do tempo- e eu tenho a necessidade de desabafar com alguém ou então fico louco de tanto ficar as coisas só pra mim.

  • "No que você trabalha?" "Eu atuo" "Não, trabalho, trabalho mesmo"

Sério? Por que diabos é tão difícil das pessoas acreditarem que alguém ganha a vida sendo artista? Eu sei que o trabalho de ator é bem mal remunerado, mesmo aqui, onde os atores são mais reconhecidos do que o Brasil. Mas poxa vida, atores também saem de casa com aquela preguicinha, têm coisas pra fazer, obrigações a cumprir, obedecer os superiores... Ser ator não é diferente de outras profissões, atores também chegam cansados do trabalho e aguentam um dia difícil. E mais, o que dá vontade de dizer pra uma pessoa dessas é isso: "Então por que você não decora esse maldito texto em um mês ou dois e atua por mim?" porque sério... Aposto que atores forçam tanto a cabeça pra decorar textos quando um arquiteto que força pra tentar desenhar uma construção, pensem nisso. 

  • "Mas como você atua sendo disléxico?"

Eu sou disléxico, não tenho síndrome de down. E ainda acho que alguém com síndrome de down consegue atuar sem problemas. Já teve gente com birra de atuar comigo porque sou disléxico, não conseguiria ler os texto e decorar as falas. É complicado decorar os textos? Óbvio, tenho uma péssima memória por causa da dislexia, mas acho que atuar não é propriamente decorar textos enormes, tento entender a história, como se fosse um livro mesmo e cato todos os traços de personalidade do meu papel. Quando finalmente termino de ler, já tenho incorporado o personagem, leio minhas falas muitas e muitas vezes e na hora h, posso até esquecer o que tenho que falar, mas sei o que ele falaria perante aquela situação e assim, acabo falando algo parecido com o que está no papel. Eu tenho esse dom de improvisar rapidamente. 

  • Quando falam que estou vermelho.

Bem, eu sou muito branco. Se você aí é muito branco sabe perfeitamente do que estou falando. Não podemos suar, chorar demais, pegar muito sol, rir demais, ficarmos tímidos ou com raiva que nossa cara começa a ficar quente e a pessoa já fala "Nossa, como você está vermelho!". E como se não bastasse, quando noto que meu rosto fica quente, fico muito envergonhado justamente por não gostar dessa característica. E o que acontece quando fico envergonhado mesmo? Ah é, eu fico vermelho... Então eu fico duplamente mais vermelho, vocês estão entendendo a complexidade? É muito mais vergonhoso ainda quando as pessoas percebem e é pior quando falam. Amigo, se você faz isso com seu amiguinho branco, saiba que ele não gosta.

  • Quando me chamam de dramático, frescurento, mimado ou coisa parecida.

Eu sei que eu choro demais, sou dramático mesmo, sou frescurento, mas precisa passar isso na minha cara? Eu choro com uma facilidade incrível, mas nem sempre é draminha meu -ou pode ser-, às vezes estou mal mesmo, e sei lá, sempre estranho quando as coisas estão dando tudo certo porque em 99% das vezes que minha vida ficou ótima, vem uma coisa horrível pra me tirar quantas lágrimas quiser. Parece que não nasci pra ser feliz, me diz mundo, o que fiz de errado? Sou cheio de altos e baixos e sempre fui muito sensível e isso ferra mesmo. Aí vem uma pessoa dizendo que é tudo mimimi e que estou fazendo drama gratuito, sério amigo? Pode até ser que seja drama e na real não seja tão ruim assim, mas pra mim é. Se estou passando por dificuldades, não fala uma coisa dessas... Sério... 

  • "Mas você é gay mesmo?"

Sinceramente eu nunca sei o que responder quando me fazem essa pergunta. Não atualmente. Bem, antes eu simplesmente negava, agora eu não sei bem... Se eu disser "Não" eu estaria mentindo, se eu disser "Sim" não saberia como a pessoa reagiria, como eu reagiria a isso e o caminho que aquela conversa seguiria. Da mesma maneira que não posso dizer que não quero responder, porque eu deixaria implícito que sou. Então minha tática é dizer algo como "Perdoe, o que disse?" até a pessoa se tocar que estou zoando com ela e que não quero responder aquilo. E é uma pergunta bem indelicada, pelo menos eu acho...


E esse foi o post! Eu sempre me culpo muito por fazer posts assim, mas é que eu às vezes preciso me libertar mais, vocês não estão entendendo -q. E mil desculpas se estou postando no horário errado, mas é que também esqueci que horário eu postava pra poder sair aí no Brasil na hora certa. Eu acabei de acordar então talvez aí seja de madrugada... Eis a questão... Enfim, pedoem >///< Ah, perdoem também os erros de digitação, essa vida de disléxico é bem tensa às vezes >.<' 

8 comentários:

  1. Hello, eita, essas perguntas que fazem realmente são chatas! Quando me perguntam algo que eu não gosto ou eu deixo no vacúo ou mando uma resposta "legalzinha" pra ela haha! Beijos!

    http://dreams-of-viih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São horríveis... Eu não me sinto bem a elas >< Ah, eu mantenho sempre um tom bem educado, é raro eu me mostrar irritado mesmo, mas caraca... Irrita muito...

      Excluir
  2. Anônimo12/21/2015

    Mas vem cá... Você é gay mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pessoa só pode tá de zoeira com a minha cara...

      Excluir
  3. Ooy! É a primeira vez que leio um post seu desde que conheci o blog, então muito prazer! o/

    AAAH COMO NÃO TE CONHECI ANTES, MENINO? Eu estudo (ou melhor, estudava, acabei de me formar) produção audiovisual, e fizemos alguns curtas pra facul. Se eu te conhecesse te chamava pros castings! AH NÃO, pera, acabei de ver que você mora nos EUA lá no perfil, então deixa! -q Mas se você morasse em SP eu chamaria o/

    Nossa, eu sei bem como é viu! Conheço vários atores. Atuar, além de dar pouco dinheiro, é uma profissão difícil, você não tem horário, você tem que trabalhar de fim de semana, enfim, mó rolê, assim como produção audiovisual. Mas é muito legal né? *-* Toca aí! o/

    Caramba, te admiro muito por atuar sendo disléxico, você com certeza não é pior do que ninguém e as pessoas não tem nada que ficar duvidando de você por causa disso. Tenho um primo disléxico que é super inteligente, as pessoas confundem um pouco as coisas.

    "Quando falam que estou vermelho." AI JESUIS! TA ME DESCREVENDO! Eu sou EXATAMENTE assim, igualzinha você, sem tirar nem pôr. Maaaano, dá muita raiva! E TODO MUNDO que te conhece tem que apontar o dedo na tua cara e dizer "nossa, como você tá vermelho!" Sério? Conta mais uma novidade aí que to querendo saber ¬¬

    Sobre as outras, não tem nem o que comentar, pessoas que fazem esse tipo de questionamento são muito sem noção. E o pior é que te entendo, dá vontade de mandar à merda, mas a gente acaba fingindo que não escutou, etc. É muita deselegância mesmo por parte dessas pessoas, pra não dizer o mínimo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito prazer leitora-nova-chan >////<
      Não sei como não nos conhecemos antes não, eu andei sumido pelo blog e pela blogosfera em geral ><
      Produção audiovisual é 10, na verdade qualquer coisa que envolva arte eu gosto, seja nas cênicas, nas visuais, nas conceituais, têxteis, enfim... Eu estou em um relacionamento sério com a arte desde que nasci! Ah sim, moro em Seattle, então eu sempre fico muito perdido com o Brasil depois de sair daí -além do mais porque esqueço as coisas. Eu me considero chamado então *o*
      Ah, a remuneração é um horror, não tem horário, você trabalho na hora que o diretor quer, enfim... É tudo isso mesmo que você falou e mais um pouco. Mas eu faço porque gosto, e uma parte das horas que você fica ensaiando, você pode fazer o que quiser, tem gente que joga um baralho, tem gente que fica no celular... Tem gente que só joga conversa fora e tem gente que come ou resolve coisas de outro emprego. É bem livre quanto a isso. E é muito legal *--* Toquei o/
      Ah, sério? *--* Estou gostando cada vez mais de você por um simples comentário, me apego muito fácil mesmo >.< Ah, eu odeio ficar vermelho, dá uma raiva mesmo, mas o pior que na hora eu fico com tanta vergonha por estar vermelho que a raiva só vem depois, na hora eu fico meio sem fala, sabe como é?
      Ah sim, a falta de noção das pessoas daqui dos EUA foi o que mais me abateu quando cheguei por aqui. As pessoas são rudes demais, grossas demais, esnobes demais... Meus colegas de trabalho são os piores e vivem fazendo esse tipo de pergunta indelicada...

      Excluir
  4. Fala Rih!

    É muito bom te ver de novo, kreanssa!

    EU TE ENTENDO PERFEITAMENTE! Sou branca que nem papel, fora que como sou meio cheinha (É CHEINHA MESMO, NÃO GORDA!) eu suo mais do que frango de forno com molho de limão.

    Os meus títulos são mais pra aquele tipo de pessoa estressada, sabe? Tipo "Madame Estresse" ou "Filha do professor de Muai Thai" (meu pai é prófis de matemática, na verdade), e sim, já bati em algumas pessoas na minha vida...mas foi só um pouquinho...eu nunca quebrei nenhum osso de ninguém e...deixa pra lá.

    Velho, esse negócio de perguntar a orientação sexual das pessoas como quem pergunta que horas são é ridículo! Será que elas não entendem que isso só diz respeito aquela pessoa? AFE como tem gente inconveniente no mundo, né?Puf.

    http://docetesrevolts.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, é bom te ver também Lives ><
      "frango de forno com molho de limão" ah, pelo menos você sua e fica uma delícia -piada ruim detect-, quando eu suo eu me sinto muito sujo, é uma coisa, sabe?
      Eita! Tia Lives do estresse >< Ah, sou muito calmo em geral, menos quando estou em casa, aí eu viro uma criança mimada querendo atenção, dinheiro, comida e tudo o que você imaginar, sou desses, me julgue... E também nunca bati em ninguém, pelo contrário, até meus 16 anos eu sofria um bullying pesado por causa da minha aparência meio feminina -e só sessou um pouco por causa da diva da Hari que dava medo em geral-
      Não é? Odeio mesmo quem me pergunta se sou gay, se for um amigo mesmo eu até respondo, mas as pessoas perguntam só pra me irritar mesmo, sabe?

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!