Vantery: Capítulo 1 pt. II

23/04/2014 || || ||
Passei por três blogs em hiatus só hoje. Queria demais que a blogosfera se ajeitasse do nada, sabe aqueles contos de fadas? Tipo isso, a fada madrinha poderia tomar vergonha na cara e resolver este meu desejo, prometo que nunca mais peço nada -ou não-. Conheci uma banda muito diva hoje, o nome é One Ok Rock, quando eu conheci isso, fiquei mais ou menos assim: "Como diabos eu nunca conheci esta banda antes?". Sem enrolar demais, aqui está o capítulo de Vantery, consegui digitar antes da meia-noite -q. Compensem a Hari e leiam, foi difícil digitar isso -qq 


ᆤᆤᆤᆤ– Finalmente te achei! – Era Kaoru, totalmente cansada de andar procurando sua equipe.

ᆤᆤᆤᆤEsta Kaoru era uma pessoa inteligente e positiva, o cabelo de um tom castanho claro era cumprido, liso e bonito. Os olhos eram cinzentos, o cinza fazia uma bela combinação com a pupila obviamente preta, os olhos eram herança de família. Era namorada de Shiho há um bom tempo, por isso aprendeu a ser paciente e estrategista.

ᆤᆤᆤᆤ– Kaoru? Você está comigo? – perguntou Kurshy perplexo e Kaoru acenou – Isso é um sonho...
ᆤᆤᆤᆤ– O que foi? – Kaoru fingiu não ouvir e Kurshy afirmou não ter falado nada.
ᆤᆤᆤᆤ– Hm... Você sabe aonde o Haimi iria? – Perguntou ela.
ᆤᆤᆤᆤ– Fiquei na mesma equipe que ele... Isso é um pesadelo... – Sussurrou ele.
ᆤᆤᆤᆤ– Aonde ele iria? – Kaou falou já um pouco aborrecida.
ᆤᆤᆤᆤ– Sei lá, o cara faz o contrário do que eu faço – Kurshy falou impulsivamente e depois pensou bem – O contrário que eu faço... Talvez ele fosse buscar um lugar seguro, as grades do início da floresta.

ᆤᆤᆤᆤEla sorriu e falou determinada:

ᆤᆤᆤᆤ– Tenho uma dupla encrenqueira... Vamos até o fim da floresta! 

ᆤᆤᆤᆤKurshy a encarou numa expressão de: “Que parte do contrário você não entendeu?” e Kaoru não hesitou em dar risada e uma boa resposta:

ᆤᆤᆤᆤ– Vocês são tão idênticos a ponto de pensarem que são opostos, a ponto de se odiarem tanto.

ᆤᆤᆤᆤKurshy é muito impulsivo e temperamental, costuma ter muitos problemas de família, os pais dele nunca aceitaram o fato dele não ser tão inteligente quanto os outros do clã, porém também é sensível, dependendo da situação. Os olhos eram verdes, mas não dava para perceber o tom se não observasse de perto, pois a cor era demasiada clara, o cabelo curto e bagunçado, despenteado e liso, a cor também era bem clara, chegando perto do prateado, porém fosco.
ᆤᆤᆤᆤEntre uma conversa e outra, os dois acharam algumas Hira-Shurikens, armamento ninja em formato de estrela, as conhecidas “estrelas ninja”. Provavelmente uma das armas que Haimi utiliza. Kaoru olhou para Kurshy de um jeito brincalhão, como quem mandasse ele engolir as palavras. Não tardou muito para encontrarem árvores derrubadas, muito armamento ninja no solo coberto por graminhas... “Graminhas?” pensou a líder, observou as outras árvores cheias de frutos, avistou o garoto do armamento no centro daquele espaço, deitado e comendo umas frutas. Kaoru chamou e ele se levantou em um salto e tentou confirmar:

ᆤᆤᆤᆤ– Kaoru? Você está na minha equipe?

ᆤᆤᆤᆤKaoru acenou a cabeça numa forma muda de dizer “sim”.

ᆤᆤᆤᆤ– Isso é um sonho... – sussurrou ele sorrindo, mas olhou direito e viu Kurshy um pouco mais afastado – ele está na mesma equipe que eu, não é? 
ᆤᆤᆤᆤ– Sim, foi ele me ajudou a te encontrar. 
ᆤᆤᆤᆤ– Isso é um pesadelo... – Sussurrou de novo.

ᆤᆤᆤᆤAssim como Kurshy, Haimi é muito impulsivo e temperamental, também briguento e desafiador, ele não tem uma família própria, seus pais são tão diferentes dele que chega a passar a impressão que ele é adotado, porém ele não gosta de brigar com os supostos pais, pra ele isso é só perca de tempo. Ele é ruivo, não um ruivo decente, o ruivo dele é totalmente laranja, assim como seu rival, ele também não penteia o cabelo, mas diferente do outro, este cabelo é maior então revela outro traço de personalidade: Ele é altamente desorganizado. Os olhos são azuis escuros e amendoados, Haimi é um grande fã do Japão Medieval. 

ᆤᆤᆤᆤ– Falando nisso, onde conseguiu tanta tralha? – Kurshy perguntou em um tom de desdém, observando a quantidade de armas que tinha no chão. 
ᆤᆤᆤᆤ– Essa “tralha” são armas para Ninjutsu – respondeu cerrando os dentes – e elas são dessa garota, você está cego? 

ᆤᆤᆤᆤHaimi apontou para traz, fazendo os outros dois olharem em sincronia. Kaoru estranhou, limpou a garganta na tentativa de chamar a atenção e começou:

ᆤᆤᆤᆤ– Hm... Haimi... Que garota? 

ᆤᆤᆤᆤEle também olhou para traz e não viu nada, engoliu em seco e deu a resposta:

ᆤᆤᆤᆤ– Ela estava aqui... 
ᆤᆤᆤᆤ– Nova saga: Falando com fantasmas – Kurshy provocou, só faltava mesmo isso para eles dois terem aquela briga, a líder não aguentou mais os dois mandando indiretas um para o outro e tentou mudar o assunto da história perguntando sobre a menina que desaparecera.

ᆤᆤᆤᆤ– Kaoru, ela me falou que você é de um clã de caçadores de vampiros, não vai dar problema esse teu namorico com Shiho?

ᆤᆤᆤᆤ– Eu já suspeitava... – ela começou tristonha – Acho que os dois anos com ele vão precisar acabar hoje, era meu pequeno plano, mas não estava prevendo que descobririam logo agora... Não é um lugar propício para terminar, não é?

ᆤᆤᆤᆤEla falava de um jeito que parecesse comum, mas não conseguiu conter a expressão de choro e os dois a abraçaram 

ᆤᆤᆤᆤ– Podemos te ajudar, não sou bom com relações, mas você precisa ser a melhor lutadora da nação não é? Então seja a melhor, não deixe que isso acabe com você! – Kurshy animou-a, ele tinha razão, todos tinham razão, o relacionamento teria ido longe até demais.

~~~~~~~~~~~~

ᆤᆤᆤᆤA uns três quilômetros da localização de Kaoru, havia Shiho deitado sobre a grama e agora que podia apreciar, as luzes do sol passavam por entre as brechas das folhas das árvores. Estava acompanhado de Liliam, uma vampira de Kirchun, ela tinha cabelos prateados e os olhos vermelhos como os de Shiho, pele pálida e roupas longas, já que não possuía o anel de Woldy. Ela é mandona, cruel e gosta de ver desarmonia, estava sorrindo constantemente, não um sorriso bobo, um sorriso de quem é superior. 

ᆤᆤᆤᆤ– Que fraca... Hipócrita... – Shiho resmungava, ouvira toda a conversa da equipe de Kaoru e estava furioso.

ᆤᆤᆤᆤSorte de Shyna e Woldy de terem a ideia de buscar comida, ou virariam picadinho pelas mãos do vampiro, Liliam sorriu, pois como também era vampira, também ouvira a conversa. Ela tentou colocar lenha na fogueira começando: 

ᆤᆤᆤᆤ– Ela nunca serviu para você, olha só sua situação! Não queira virar humano, sabe que não pode fazer isso...

ᆤᆤᆤᆤShiho estava tremendo de ódio, ouvia os passos da equipe em sua direção, ouvia a voz delicada de Kaoru chamando seu nome. Para ele tudo não passava de farsa, falso amor, falsa relação. Ela já estava bem próxima, ele deu um daqueles sorrisos sarcásticos, se pôs em pé e beijou Liliam segundos antes de Kaoru avistá-lo. O vampiro abriu os olhos só para tentar ver a reação de espanto de Kaoru, ela demorou um pouco para entender, mas depois resolveu tentar pedir perdão, fazê-lo achar que ela era coitadinha.

ᆤᆤᆤᆤ– Você ouviu não foi? – ela encheu os olhos de lágrimas – seus ouvidos são muito bons...

ᆤᆤᆤᆤShiho se separou de Liliam e fez sinal para ela ir embora, lógico que ela apenas se afastou da vista dos dois, afinal, queria ver a chapa esquentar. O vampiro apenas encarava Kaoru de jeito amedrontador, queria matá-la, mas ele precisava ser paciente, precisava fazer ela sofrer primeiro. 

ᆤᆤᆤᆤ– Por que faz isso comigo? Por que você é tão maligno? – Kaoru indagou fazendo uma voz chorosa, talvez assim pudesse virar o jogo. 
ᆤᆤᆤᆤ– Sei que vou para o inferno, mas não vai ter graça se eu não levar você comigo – Shiho estreitou os olhos e sorriu, se divertia ao pensar na reação que Kaoru teria. 

ᆤᆤᆤᆤA reação foi de desespero, sabia que Shiho não mentia e que ele realmente a levaria ao inferno, mas ele não era assim tão insensível, pelo menos era o que Kaoru acreditava. É obvio que Shiho percebeu o que se passava pela cabeça dela, não hesitou em se divertir, pôr ainda mais medo:

ᆤᆤᆤᆤ– Você acha mesmo que sou um príncipe? Sou mil vezes pior que isso... Talvez você não saiba que mato pessoas diariamente, se você duvidar porque não pergunta para seu amigo Kohaku? 

ᆤᆤᆤᆤEle se aproximou dela e Kaoru não aguentou, derramou rios de lágrimas e correu fugindo dele. Shiho apenas se sentou de cabeça baixa, estava querendo chorar, mas sabia da presença de Liliam. 

ᆤᆤᆤᆤ– Vai pro inferno Kaoru! Hipócrita de merda! – gritou para afastar a tristeza que sentia naquele momento e ao mesmo tempo para deixar Kaoru ouvir. 

~~~~~~~~~~~~

ᆤᆤᆤᆤA equipe Kohaku ainda segue em frente adentrando a floresta o máximo possível, Hina nunca esteve com tanto medo na vida, não sabia onde estava e não sabia quanto tempo durava no território de Kirchun. A equipe ouviu barulhos por entre as árvores que agora estão cheias de folhas, um garoto apareceu na frente deles, ele não estava armado, porém parecia realmente confiante. 

ᆤᆤᆤᆤ– Diga sua família e nação! – Ordenou o rapaz.
ᆤᆤᆤᆤ– Clã Ikyshiho. Vantery. – Kohaku deu a informação sem pensar duas vezes.
ᆤᆤᆤᆤ– Família Waruke. Kirchun. – Respondeu a pergunta muda do inimigo, como quem ler mentes. 

ᆤᆤᆤᆤKohaku encostou o dorso da mão na testa e a estaca negra foi ao encontro a mão, Hina estremeceu, Yumi já sabia o que estava por vir: Uma das loucuras de seu líder.

-----------------------------------------------------------------------------------

Sim, eu parei na melhor parte, eu amo fazer isso, quanto ao tamanho dos capítulo, estou me baseando no Word, estou fazendo três folhas para não ficar cansativo e nem muito "foi só isso?". Deu pra perceber o foco no Shiho não é? Ele é um personagem que não gosto, por isso dou enfase nele. "Como assim? A Hari fumou?" Não, é que quando não gosto de um personagem, procuro dar valor a ele no início e depois fazê-lo perder este valor, em outras palavras quero ter menos falas possíveis dele daqui para frente, mas também posso continuar com a enfase, afinal, só fiz cinco capítulos néh? 

Quem não viu o início, é só procurar no mapa de posts ou no marcador "Vantery"

2 comentários:

  1. Gente a minha leitora favorita tbm escreve fanfic, eu não sabia msm!(nem pra vc me contar ein) tava dando uma olhada marota por aki quando de repente Pá! kkkk
    Meo Deus já virei fã, quer casar cmg?
    8-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, meu autor favorito também gostou da minha fanfic -q
      Eu não conto porque achei que você sabia u.u
      Ele virou fã, aceito me casar contigo *--*

      Excluir

Vai comentar? Leia as regrinhas:

~ Pode abusar dos palavrões o quanto quiserem, mas ofensas serão excluídas. Caso queiram criticar, críticas construtivas por favor;
~ "Seguindo, segue de volta?" Sim, mas fale um pouco do post também;
~ Pedidos? Fiquem a vontade;
~ Lemos a todos os comentários e sempre os respondemos;
~ No fim do comentário deixe o link de seu blog, se gostarmos, seguimos com prazer .

Pode comentar agora!